Casa Sobre a Rocha – O Véu Foi Retirado

O Véu Foi Retirado

 

Provérbios 4: 18  Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.

 

Universal assembléia dos santos, primogênitos que tem seus nomes arrolados no céu, os que em espírito são justos e aperfeiçoados para sempre, meus irmãos queridos, selo do meu ministério.

Quando eu comecei a conhecer as verdades genuínas do Evangelho da Graça de Deus, notei que o meu conhecimento sobre a Bíblia e sobre Deus era muito pequeno.  Até ali eu tinha recebido uma revelação muito pequena e notava que havia algo que impedia de ver toda a verdade que estava oculta desde os tempos eternos.

Em 1981, minha esposa e eu começamos uma busca constante pelo conhecimento das verdades de Deus, começamos a ver coisas que estavam na Bíblia e que não eram ensinadas.  Coisas que os pastores se recusavam a falar sobre, porque achavam que era para o tempo dos apóstolos.

Então, a gente tinha um véu que ocultava estas verdades.  Ouvíamos falar de muitas coisas, mas sem profundidade.  O diabo era mostrado como um ser poderoso, e parece que Deus ficava em segundo plano. Porque a igreja tradicional vive de um aparente conhecimento de Deus, mas sem profundidade. Na realidade, é um conhecimento abstrato, que não permite ao cristão conhecer a Deus na sua totalidade.

Então, um dia em 1993 o Senhor nos colocou diante de uma pregação do Apóstolo Miguel Ângelo e vimos que havia um véu sobre o nosso coração. Mas, graças a Deus, porque ali o véu começou a ser retirado da nossa vida.

2Coríntios 3:12-13 Tendo, pois, tal esperança, servimo-nos de muita ousadia no falar. 13 E não somos como Moisés, que punha véu sobre a face, para que os filhos de Israel não atentassem na terminação do que se desvanecia.

2Coríntios 3:14  Mas os sentidos deles se embotaram. Pois até ao dia de hoje, quando fazem a leitura da antiga aliança, o mesmo véu permanece, não lhes sendo revelado que, em Cristo, é removido.

2Coríntios 3:15-16  Mas até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles. 16  Quando, porém, algum deles se converte ao Senhor, o véu lhe é retirado.

Paulo vai dizer agora que o que ele instrui a igreja precisa de ousadia. Não pode ser pregador qualquer. É preciso ousadia, intrepidez espiritual. Não somos como Moisés, vivemos outro pacto, uma dispensação diferente. A igreja do novo pacto não é mosaica. Moisés colocava um véu, mas a glória lá se apagava.

Aqui começa a revelação deste dia. Ser cristão não é isso que se vive: brigas entre igrejas, acusações, rotinas nas igrejas. Ser evangélico não pode ser algo cansativo. Há um véu nas pessoas. Mas quando alguém se converte, quando Cristo é revelado a alguém, o véu é removido. O véu de Moisés impedia de ver o Cristo verdadeiro. E Paulo diz que até hoje o véu permanece. Quando as pessoas lêem o antigo pacto, o véu permanece e as pessoas não conseguem ver além do véu.

Em Gálatas, Deus diz que há o evangelho da circuncisão, que veio por Pedro, para os judeus; e o evangelho da incircuncisão que veio por Paulo para os gentios. Se eu não conhecer essas 2 mensagens, o que é pra mim e o que é pros judeus, eu me meto com o judaísmo e crio um véu. E o véu não deixa ver a Deus como Ele é.

Sempre se vê um Deus mau, castigador, que exige sacrifícios, quer que seu povo rale, que suba aos montes, que seja um povo de cara amarrada, triste, que o culto seja um funeral.

2Coríntios 3:15  Mas até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles.

Até hoje as pessoas ainda têm o véu de Moisés, que faz com que a glória seja embotada. O véu está posto sobre a mente. O véu da lei mosaica gera uma escravidão. 

Gálatas 5:1 Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão.

Se você está em Cristo, você não pode se submeter de novo a um jugo de escravidão. Muitos carregavam esse jugo, o véu estava sobre os corações. Grande parte do povo de Deus hoje se sente escravo: olha o diabo, a pomba-gira, cuidado que o diabo vai te pegar, se você não ficar na vigília.

Moisés é o véu que impede de ver Jesus Cristo, até o dia de hoje. Paulo disse “nós não somos como Moisés”. então você precisa saber o que a Bíblia fala sobre Moisés e sobre a Lei dos Judeus.

2Coríntios 3: 7  E, se o ministério da morte, gravado com letras em pedras, se revestiu de glória, a ponto de os filhos de Israel não poderem fitar a face de Moisés, por causa da glória do seu rosto, ainda que desvanecente, 

2Coríntios 3: 8  como não será de maior glória o ministério do Espírito!  9  Porque, se o ministério da condenação foi glória, em muito maior proporção será glorioso o ministério da justiça.

A lei teve sua glória. Mas Paulo chama a lei de Ministério de morte e de condenação. A lei teve glória, claro. Mas era uma glória desvanecente, não serve pra nós. Ministério da morte.

A graça de Deus é de maior glória. A glória da Lei foi importante, tanto que Moises punha um véu, mas desvaneceu, porque era passageira. Ao passo que o Ministério do Espírito é de maior glória. 

Ministério da morte: a lei de Moisés, o véu. Tinha glória desvanecente.     

Ministério do Espírito: a graça, maior glória. Glória que não desvanece.

Ministério da condenação – por isso quem vive debaixo desse véu está debaixo de condenação: eu perdi a salvação, eu abandonei a igreja, eu sou um pecador.

É ministério de condenação e de morte.  E a Graça de Deus: ministério do Espírito e da justiça. Se você se envolve com a lei de Moisés você está debaixo de morte e condenação. Foi de Deus, mas Ele condenou a lei. Nós, de origem gentílica, não podemos estar envolvidos com Moisés.

2Coríntios 3: 10  Porquanto, na verdade, o que, outrora, foi glorificado, neste respeito, já não resplandece, diante da atual sobreexcelente glória.

Os mandamentos foram importantes, foram glorificados. Mas a lei agora para nós não tem glória.  O que foi importante para os judeus não é mais importante para nós. Porque a glória da Lei desvaneceu, mas a glória da Graça de Deus é sobreexcelente.

2Coríntios 3: 11  Porque, se o que se desvanecia teve sua glória, muito mais glória tem o que é permanente.

A glória da Graça é sobreexcelente e permanente. E assim podemos dizer sem medo de errar: uma vez em Cristo, em Cristo permanentemente. Uma vez salvo, salvo permanentemente. Por isso que na lei dizia “a alma que pecar morrerá”. Porque a glória passava.

No novo pacto não, ela é permanente. O que Deus fez é pra sempre. Os dons e a chamada são irrevogáveis. Das minhas mãos ninguém arrebatará. Ninguém pode nos separar do amor de Deus.

A lei é chamada de ministério de morte, de condenação, que se apaga. E é por causa desta condenação e morte que grande parte do povo de Deus está desviado das igrejas porque seguiam a lei que  desvanece. A lei é inútil, é fraca, não salva ninguém.

2Coríntios 3: 10  Porquanto, na verdade, o que, outrora, foi glorificado, neste respeito, já não resplandece, diante da atual sobreexcelente glória.  11  Porque, se o que se desvanecia teve sua glória, muito mais glória tem o que é permanente.

Perante a graça a lei não resplandece. O clímax da revelação, do conhecimento traz sobreexcelente glória. Muito mais glória tem o que é permanente. A graça de Deus é sobreexcelente, não se apaga.

2Coríntios 3: 13  E não somos como Moisés, que punha véu sobre a face, para que os filhos de Israel não atentassem na terminação do que se desvanecia.

Nós não somos como Moisés. A lei foi abolida para nós. A glória de Moisés não serve mais. Um dia os judeus perguntaram a Paulo se era verdade que ele mandava apostatar de Moisés. E ele confirmou.  Porque ele sabia que a lei teve sua glória, mas se acabou.  Moisés foi abolido.

Moisés não pode mais estar neste Novo Pacto. Algumas pessoas dizem: “A glória de Deus está na terra santa, vamos para Jerusalém”. Amados, o mundo não vai olhar para a glória de Deus na terra santa.  A terra santa é aqui.

Gálatas  4:25  Ora, Agar é o monte Sinai, na Arábia, e corresponde à Jerusalém atual, que está em escravidão com seus filhos.

As pessoas acham que Jerusalém, a terra santa é que tem a bênção de Deus. Ser batizado no rio Jordão. Visitar o túmulo de Cristo.  Ver por onde Jesus andou.  O lago de Genesaré, o mar morto. Historicamente é bonito. Mas isso não nos diz mais nada.  Quem está lá, está em escravidão.

Apocalipse 11: 8  e o seu cadáver ficará estirado na praça da grande cidade que, espiritualmente, se chama Sodoma e Egito, onde também o seu Senhor foi crucificado. 

Onde o Senhor foi crucificado? Jerusalém! As pessoas pensam que lá é terra santa. A terra santa é aqui, onde Deus é soberano. Onde não tem mais escravidão. Neste ministério não há ninguém escravo.  A maldição terminou em Cristo Jesus. Veja que Deus diz que, espiritualmente, Jerusalém se chama Sodoma e Egito. Então, como posso viver num pacto que Deus revogou e estabeleceu outro?  O véu tem de ser retirado.

Hebreus 8: 6  Agora, com efeito, obteve Jesus ministério tanto mais excelente, quanto é ele também Mediador de superior aliança instituída com base em superiores promessas.

Hebreus 8: 13  Quando ele diz Nova, torna antiquada a primeira. Ora, aquilo que se torna antiquado e envelhecido está prestes a desaparecer.

O que Jesus fez é superior a Moisés. Não posso viver agarrado ao velho pacto, porque gera escravidão. É um dia no céu, o outro no inferno. Um dia, salvo para sempre; no outro dia, perdeu a salvação. Um dia, o meu nome estava no livro da vida;  no dia seguinte, o anjo apagou o meu nome.

Quando acontece a conversão o véu é retirado.  O velho pacto é maldito porque a glória acabou. Veja, diz que a lei é antiquada e envelhecida, mas a tradição evangélica manteve Moisés dentro da igreja até hoje.

Temos de pagar o preço, temos de jejuar pra vencer o diabo.  Na graça, o preço já foi pago e o diabo já foi derrotado por Jesus. Não há mais maldição, porque Jesus se fez maldito em meu lugar.

– Mas eu tenho de buscar a Deus para ter mais poder.  Não, na graça todo poder me foi dado em Jesus.

Veja, são 2 mensagens e 2 estilos de ensinamento: um da lei, que gera maldição, e outro da graça, que gera bênção. Então, diz que está prestes a acabar, a desaparecer, a ser abolido. 2016 anos se passaram e o povo de Deus ainda vive com esse véu.

2Coríntios 3: 16  Quando, porém, algum deles se converte ao Senhor, o véu lhe é retirado.

Quando o véu foi retirado, eu parei de dizer “Deus te abençoe”, porque quem dizia isso era Moisés.  Por isso, hoje eu digo – sou abençoado!  Eu digo – graça e paz.  Perfeito em Cristo Jesus.  Por um único sacrifício fui aperfeiçoado para sempre.  Por que?  Temos que remover o véu de tudo.  Mas existe um outro véu.   Alguns irmãos não seguem mais Moisés. Mas em romanos fala de um outro véu.

Romanos 7: 1-2  Porventura, ignorais, irmãos (pois falo aos que conhecem a lei), que a lei tem domínio sobre o homem toda a sua vida? 2  Ora, a mulher casada está ligada pela lei ao marido, enquanto ele vive; mas, se o mesmo morrer, desobrigada ficará da lei conjugal.

Romanos 7: 3  De sorte que será considerada adúltera se, vivendo ainda o marido, unir-se com outro homem; porém, se morrer o marido, estará livre da lei e não será adúltera se contrair novas núpcias.

Romanos 7: 4  Assim, meus irmãos, também vós morrestes relativamente à lei, por meio do corpo de Cristo, para pertencerdes a outro, a saber, aquele que ressuscitou dentre os mortos, a fim de que frutifiquemos para Deus.

Então, vem o segundo problema. Quando a Bíblia faz essa analogia com o casamento, ele não está falando de um casamento homem/mulher.

Esta mulher é a igreja. Este homem vivo é o Cristo ressuscitado. Se somos a igreja, a igreja está casada com o ressuscitado, e estamos desobrigados da lei. Mas se a igreja ainda está ligada ao morto (Cristo que morreu na carne), estamos vivendo em adultério espiritual. Este é outro véu. Quando Jesus morreu em seu corpo na cruz, a Bíblia diz que nós morremos também em relação à lei.

E o que Cristo fez com sua morte em relação à lei? 

Romanos 10: 4  Porque o fim da lei é Cristo, para justiça de todo aquele que crê.

Se agora o meu marido é o ressuscitado e que está vivo, e eu estou desobrigado da lei (não tenho mais que seguir o Cristo na carne), se eu sigo o Cristo na carne estou em adultério. Porque o fim da lei é Cristo.

Para muitos o véu foi retirado, o velho pacto. Mas o Cristo carne ainda não. As pessoas dizem “Se Cristo sofreu, eu tenho que sofrer”. “Ele pagou o preço, eu também preciso pagar”. “Ele andou nas ruas da via crucis, vamos para Jerusalém andar também na via crucis”.

Você está ligado ao que ressuscitou e ao Cristo na carne?   Isso é adultério espiritual. Se adultério humano já é ruína, imagine adultério espiritual.

2Coríntios 5: 16 Assim que, nós, daqui por diante, a ninguém conhecemos segundo a carne; e, se antes conhecemos Cristo segundo a carne, já agora não o conhecemos deste modo.

Se você conheceu o Cristo na carne, o Cristo histórico, você não deve imitar hoje. Já não o conhecemos assim. Então o que tenho que fazer?  Morremos perante a lei, por intermédio do corpo de Cristo para pertencer a outro. Ao que ressuscitou e deste modo frutifiquemos para Deus.

Paulo não andou com Jesus, veio 50 / 70 anos depois de Cristo e disse para aqueles que seguiam a Jesus: “Vocês não devem mais seguir o Jesus da carne”.

Pedro disse:  – Espera aí, eu andei com ele, comi com ele, dormi com ele, morei com ele.

Mas Paulo rebate: – Agora, já não o conhecemos deste modo.  Não é mais Moisés, e também não é mais o Cristo da carne.  Não tenho que ir para Jerusalém, nem ser batizado no rio Jordão, guardar o sábado, me circuncidar, jejuar, vigiliar, tirar o diabo das pessoas, amaldiçoar e ameaçar com a perda da salvação.  A ninguém conhecemos segundo a carne.

Amado, não me olhe na carne, eu aqui sou o seu pastor e bispo e, pelos meus lábios, o Senhor fala ao teu coração. Mas não me veja na carne – chegou o homem, cuidado, ele vai jogar água benta…  Isso é o véu de Moises, ou é o Cristo em carne.

Hebreus 6: 1  Por isso, pondo de parte os princípios elementares da doutrina de Cristo, deixemo-nos levar para o que é perfeito, não lançando, de novo, a base do arrependimento de obras mortas e da fé em Deus,

Doutrina de Cristo, do Cristo da carne. Levar para o que é perfeito – A graça é perfeita.  E você não pode mais andar em obras mortas.  Aqueles apelos que se fazem nos cultos para as pessoas virem a frente “aceitar” Jesus, é véu.  Se o pastor tem o véu, imagine as ovelhas.

Cristo viveu como um judeu e, por isso, os princípios elementares da doutrina de Cristo tem de ser postos de lado. Ele ia a sinagoga e pregava.  Ele dizia – eu tenho muito mais para revelar a vocês, mas vocês não vão suportar agora.  Foi por isso que ele chamou Paulo para revelar o novo pacto.

Romanos 8:18-19 Porque para mim tenho por certo que os sofrimentos do tempo presente não podem ser comparados com a glória a ser revelada em nós.  19  A ardente expectativa da criação aguarda a revelação dos filhos de Deus.

Revelação de sal, óleo, jejum, inferno, vigília, sacrifício?  Não.

Romanos 11: 25  Porque não quero, irmãos, que ignoreis este mistério (para que não sejais presumidos em vós mesmos): que veio endurecimento em parte a Israel, até que haja entrado a plenitude dos gentios.

Somente quando chegar a plenitude dos gentios é que Cristo vai voltar. Nós fazemos parte de um ministério de revelação, a verdade já nos foi revelado, esta igreja é terra santa.

O mundo não tem que olhar para a terra santa em busca de revelação. O mundo tem que olhar para os ministérios que têm revelação, porque isto é que é santo. Nós não temos os sentidos embotados.

O ressuscitado vive em nós, nossos olhos foram iluminados. Fomos chamados para reinar em vida, os anjos ministram em nosso favor, andamos em obras preparadas de antemão – véu já foi retirado.

Então, fomos chamados para pertencermos ao Cristo ressuscitado. E não ao Cristo em carne. É necessário sair do adultério espiritual, não servindo mais ao Cristo de 33 anos, ele não existe mais. Se eu ficar fazendo o que Cristo fez nos 33 anos, veja o que estarei fazendo…

Hebreus 10: 29 De quanto mais severo castigo julgais vós será considerado digno aquele que calcou aos pés o Filho de Deus, e profanou o sangue da aliança com o qual foi santificado, e ultrajou o Espírito da graça?

É isso que a maioria dos ministérios faz hoje em dia – calcando aos pés o Filho de Deus, profanando o sangue da aliança, ultrajando o Espírito da graça. As pessoas têm de saber que pertencem a outro, ao Cristo ressuscitado e não ao Jesus de Nazaré. O túmulo dele em Jerusalém está vazio, Ele ressuscitou.

Hebreus 9: 28  assim também Cristo, tendo-se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a salvação.

Tirou os pecados uma vez e para sempre. E tirou de muitos, não de todos. Não tirou do lobo, tirou dos seus filhos, da igreja, dos predestinados em amor. Nós não temos mais pecado. O pecado não tem domínio sobre nós. Se a nossa mente ainda for pecadora, ainda temos um véu.

1Pedro 2: 24  carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos para os pecados, vivamos para a justiça; por suas chagas, fostes sarados.

Jesus carregou os nossos pecados. Então você não pode viver em pecado.  Senão ainda tem o véu de Moisés. Com todo respeito, a missa romana é uma recordação dos pecados.

– Senhor, tende piedade de nós… A oração do Confiteor diz – minha culpa, minha culpa, minha máxima culpa!  Mas a Bíblia diz – acabou a culpa, nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus.

– Pastor, o senhor não distribui óleo pras pessoas?  Não, óleo é para temperar a salada e não para distribuir na igreja e dizer que é óleo da unção. Óleo no Antigo Pacto era símbolo do Espírito Santo. Não precisamos mais desse símbolo, sabe por que?

Porque nós já fomos ungidos quando recebemos Jesus e o Espírito Santo veio habitar em nós. Recebemos a unção do Santo, a unção de Deus está em nós, diz João.

Senão vamos viver o velho pacto, debaixo de maldição e não a vereda do justo. A Bíblia diz que a vereda do justo é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais, até que o véu sai e o dia fica perfeito. 

2Coríntios 11:1-2 Quisera eu me suportásseis um pouco mais na minha loucura. Suportai-me, pois.  2  Porque zelo por vós com zelo de Deus; visto que vos tenho preparado para vos apresentar como virgem pura a um só esposo, que é Cristo.

2Coríntios 11:3  Mas receio que, assim como a serpente enganou a Eva com a sua astúcia, assim também seja corrompida a vossa mente e se aparte da simplicidade e pureza devidas a Cristo.

2Coríntios 11:4-5  Se, na verdade, vindo alguém, prega outro Jesus que não temos pregado, ou se aceitais espírito diferente que não tendes recebido, ou evangelho diferente que não tendes abraçado, a esse, de boa mente, o tolerais. 5 Porque suponho em nada ter sido inferior a esses tais apóstolos.

A igreja é uma virgem pura. A igreja não está bêbada, não está suja. Um só esposo, não há um morto e outro vivo. A serpente anda por muitos lugares, com gravata, com Bíblia debaixo do braço, enganando as pessoas, jogando maldições. Fazendo cultos para entregar pessoas a Satanás.

Outro Jesus sendo pregado – o da carne, o do véu, dos 33 anos, do sofrimento, da via crucis…

Espírito diferente – o misticismo, a igreja de hoje está cheia de misticismo.  Tem aquele pastor que quando ele põe a mão, a gente sente um calor, e um calafrio, e dá vontade de cair….  misticismo!

Evangelho diferente – o da circuncisão, da condenação e morte, do sacrifício…

Esses tais apóstolos – quem pregava em Corinto outro Jesus, espírito diferente, evangelho diferente?  Os outros apóstolos eram Pedro, João, Tiago, Marcos.  Foi por isso que um dia Paulo teve de repreender a Pedro face a face.

Gálatas 2: 11-12  Quando, porém, Cefas veio a Antioquia, resisti -lhe face a face, porque se tornara repreensível.  12  Com efeito, antes de chegarem alguns da parte de Tiago, comia com os gentios; quando, porém, chegaram, afastou-se e, por fim, veio a apartar-se, temendo os da circuncisão.

Gálatas 2: 13  E também os demais judeus dissimularam com ele, a ponto de o próprio Barnabé ter-se deixado levar pela dissimulação deles.

Gálatas 2: 14  Quando, porém, vi que não procediam corretamente segundo a verdade do evangelho, disse a Cefas, na presença de todos: se, sendo tu judeu, vives como gentio e não como judeu, por que obrigas os gentios a viverem como judeus?

Pedro não estava procedendo corretamente segundo a verdade do evangelho e foi repreendido por Paulo. Pedro que andou com Jesus, viveu com Jesus, comeu com Jesus, ouviu Jesus pregando, não estava procedendo corretamente, não estava pregando de acordo com a verdade do evangelho aos gentios.  Pedro pregava a lei de Moisés.

Gálatas 2: 4-5 E isto por causa dos falsos irmãos que se entremeteram com o fim de espreitar a nossa liberdade que temos em Cristo Jesus e reduzir -nos à escravidão;  5  aos quais nem ainda por uma hora nos submetemos, para que a verdade do evangelho permanecesse entre vós.

Gálatas 2: 6  E, quanto àqueles que pareciam ser de maior influência (quais tenham sido, outrora, não me interessa; Deus não aceita a aparência do homem), esses, digo, que me pareciam ser alguma coisa nada me acrescentaram;

Gálatas 2: 7  antes, pelo contrário, quando viram que o evangelho da incircuncisão me fora confiado, como a Pedro o da circuncisão …aí estenderam a destra da comunhão… 

Veja, a lei tira a liberdade e reduz a escravidão. Eu não me submeto uma hora para falar da lei com alguém, para que a verdade permaneça na minha vida.

Os que pareciam ser alguma coisa nada acrescentaram – não busque alguém da lei para aprender com ele, porque não vai te acrescentar nada.  Por que?  Porque pregam outro Jesus, outro espírito e outro evangelho.

E quem retira o véu?  É o pastor, o bispo, o Apóstolo?  Não, é Cristo!  Ele tem um plano com você, Ele re escolheu, tirou você da ignorância, arrancou o véu e agora está dizendo ao nosso ministério…

1Pedro 1: 10 Foi a respeito desta salvação que os profetas indagaram e inquiriram, os quais profetizaram acerca da graça a vós outros destinada, 

1Pedro 1: 11  investigando, atentamente, qual a ocasião ou quais as circunstâncias oportunas, indicadas pelo Espírito de Cristo, que neles estava, ao dar de antemão testemunho sobre os sofrimentos referentes a Cristo e sobre as glórias que os seguiriam. 

1Pedro 1: 12  A eles foi revelado que, não para si mesmos, mas para vós outros, ministravam as coisas que, agora, vos foram anunciadas por aqueles que, pelo Espírito Santo enviado do céu, vos pregaram o evangelho, coisas essas que anjos anelam perscrutar. 

1Pedro 1: 13  Por isso, cingindo o vosso entendimento, sede sóbrios e esperai inteiramente na graça que vos está sendo trazida na revelação de Jesus Cristo.

A graça nos foi destinada.  O evangelho da graça – coisas essas que anjos anelam perscrutar. Os anjos querem ouvir isto aqui. Acredite nesta graça que foi trazida na revelação de Jesus Cristo.  Ela é a nossa segurança, a nossa cura, nossa paz, nossa herança, Jesus tirou o véu.

Gálatas 6:15  Pois nem a circuncisão é coisa alguma, nem a incircuncisão, mas o ser nova criatura.

O novo homem, a nova mulher não vive de hipocrisia, não é sem vida, não é religioso. 

Romanos11:6  E, se é pela graça, já não é pelas obras; do contrário, a graça já não é graça.

Não se sacrifique, não faça obras sacrificiais. Somos um povo que foi lavado, purificado, justificado, perdoado, amado, tornado vitorioso, o véu foi retirado.

1Coríntos  5:6-7 Não é boa a vossa jactância. Não sabeis que um pouco de fermento leveda a massa toda?  7 Lançai fora o velho fermento, para que sejais nova massa, como sois, de fato, sem fermento.

Somos sem fermento.  A lei traz um fermento velho.  Mas nós somos a nova massa sem fermento.

1Coríntios 15:19  Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens. 20  Mas, de fato, Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo ele as primícias dos que dormem. 

1Coríntios 15:21  Visto que a morte veio por um homem, também por um homem veio a ressurreição dos mortos. 22  Porque, assim como, em Adão, todos morrem, assim também todos serão vivificados em Cristo.

Se a nossa esperança se limita ao Cristo da carne somos infelizes. Cristo ressuscitou. Cristo vive. Esta igreja faz parte da historia – A última reforma protestante tem o chamado a tirar os véus.

Eu tinha véus muito grandes, eu só via o Cristo da carne, eu aprendi isto no seminário, o sentimento de acusação, de culpa, de condenação, até que o Senhor me revelou a Sua graça.

E então aprendi que fui chamado para pertencer ao que ressuscitou.  Nesta revelação há uma glória sobreexcelente; o véu foi retirado;  o dia perfeito chegou. E ao Seu nome toda a glória!

Assim seja! Assim disse o Senhor!

Um Presente Para Você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *