Casa Sobre a Rocha – Jesus nos libertou da lei

Jesus nos libertou da lei

Romanos 7:1-4 Porventura, ignorais, irmãos (pois falo aos que conhecem a lei), que a lei tem domínio sobre o homem toda a sua vida? Ora, a mulher casada está ligada pela lei ao marido, enquanto ele vive; mas, se o mesmo morrer, desobrigada ficará da lei conjugal. De sorte que será considerada adúltera se, vivendo ainda o marido, unir-se com outro homem; porém, se morrer o marido, estará livre da lei e não será adúltera se contrair novas núpcias. Assim, meus irmãos, também vós morrestes relativamente à lei, por meio do corpo de Cristo, para pertencerdes a outro, a saber, aquele que ressuscitou dentre os mortos, a fim de que frutifiquemos para Deus.

 

Hoje começamos uma nova série de mensagens sobre a lei e a graça. E este tema é a pedra fundamental do conhecimento da ultima reforma protestante. Talvez seja um dos temas mais difíceis de serem explicados e entendidos. Nós vamos aprender sobre a nossa posição espiritual como Cristãos, que vivemos um novo pacto perante a lei.

O apóstolo Paulo usa 19 vezes a palavra – lei – na carta aos Romanos. E ele explica no capítulo 7 qual deve ser a nossa postura como eleitos da graça perante a lei. Você sabe, há muitos cristãos que ainda se submetem aos ritos e às doutrinas da lei de Moisés, porque não entendem o significado do sacrifício de Cristo e a sua graça.

Romanos 6:14 Porque o pecado não terá domínio sobre vós; pois não estais debaixo da lei, e sim da graça.

O pecado é a grande bandeira da igreja da lei. Os pregadores da lei fazem o povo temer e tremer, porque eles dizem – pecador, pecadora.  Mas a Bíblia diz que o pecado não terá domínio sobre nós. Porque houve um grande divisor de águas na historia espiritual, começando em Abraão e até Cristo. E em Cristo cumpre-se a lei. Ele revogou a lei, Ele colocou um ponto final na lei. E diz – você não está mais debaixo da lei.

Este assunto é extremamente importante, porque você não pode ter um relacionamento perfeito com Deus, ou sequer pode dizer que é cristão se estas colunas de ensino não forem transparentes para você. Paulo está ensinando que você não tem mais nenhuma ligação com a lei.

A lei era formada por 613 mandamentos, tinha regras e regulamentos impostos ao povo. E havia uma punição para quem não obedecesse. Tinha 10 mandamentos básicos, tinha questões judiciais e jurídicas, tinha rituais, tinha questões morais, ritos e cerimônias levíticas, abluções, batismos, jejuns, sacrifícios, vigílias, festas, comidas, bebidas, o dia de descanso – shabatum – e era basicamente feita de performance. Sabe aquilo de dizer – eu fiz, eu jejuei, eu sacrifiquei, eu paguei o preço, vigiliei.  Tudo voltado para a carne.

Romanos 10:4 Porque o fim da lei é Cristo, para justiça de todo aquele que crê.

Então, por que razão a igreja tradicional diz que temos de cumprir a lei?  Se o fim da lei foi dado por Cristo?  Cristo veio e cumpriu a lei, e rompeu definitivamente com a lei. Então a lei não tem mais que fazer parte da nossa vida. Porque se você tenta cumprir um aspecto da lei você responderá por todos os outros. E não houve ninguém que tivesse cumprido a lei.

Quando Jesus estava curando num dia de sábado vieram lhe acusar de pecado, porque não podia fazer isso no sábado. E Jesus disse – Eu não fui feito para o sábado. O sábado foi feito pra mim.

Então, na graça você não tem mais nenhum compromisso com a lei. Agora, o dia de descanso é o dia do Senhor. A igreja de Jesus se esquece de que, em cada 7 dias, há um dia que não é mais nosso, pertence ao Senhor. E você tem de levar este dia a sério se a sua vida cristã é séria. Domingo é dia do Senhor, é dia separado para Deus, consagrado a Deus. É por isso que o nosso culto racional principal é no domingo.

Na cruz do calvário Cristo encravou o castigo, o pecado, a maldição para que nós, livres do pecado, vivamos para a justiça. Então eu não posso querer praticar a lei, porque estaria indo contra aquilo que Cristo fez por mim na cruz, não aceitando o sacrifício perfeito do meu Deus. O fim da lei é Cristo.

E, se você crê, a justiça está feita. Porque somos salvos pela graça mediante a fé.  E não é por obras, para que ninguém se glorie. A lei se glória – eu passei 3 dias no monte, eu toquei em Deus, eu jejuei e venci o satanás – e as pessoas começam a se achar superiores às outras. Isso é justiça própria. E Paulo fez um comparativo entre a lei e a escravidão.

Romanos 6:15 E daí? Havemos de pecar porque não estamos debaixo da lei, e sim da graça? De modo nenhum!

Romanos 6:16 Não sabeis que daquele a quem vos ofereceis como servos para obediência, desse mesmo a quem obedeceis sois servos, seja do pecado para a morte ou da obediência para a justiça?

Romanos 6:17 Mas graças a Deus porque, outrora, escravos do pecado, contudo, viestes a obedecer de coração à forma de doutrina a que fostes entregues;

Outrora – antes de termos Jesus – éramos escravos do pecado. Significa que a lei escraviza. A lei levanta a questão do pecado todo dia. Paulo explica que a lei é ministério de condenação e de morte. 

Romanos 6:18  e, uma vez libertados do pecado, fostes feitos servos da justiça.

Portanto, não se veja pecador, meu irmão, minha irmã.  Por pior que tenha sido o teu passado, diz que o sangue de Jesus te lavou e te fez mais alvo do que a neve.  Você já foi libertado do pecado. Agora você é servo da justiça.

A igreja tradicional usa o pecado para manipular as pessoas – o diabo vai te pegar, você vai ter 7 espíritos piores… Porque os pregadores não entendem nada de Bíblia Sagrada. É muito fácil condenar as pessoas. Mas igreja não é lugar de tribunal, de acusação, mas lugar de paz, de conforto, de cura. A lei desperta o sentimento do pecado. A graça diz: você foi libertado do pecado, agora é servo da justiça.

Então, se você foi libertado do pecado, você não é mais escravo do pecado. 

Romanos 6:19 Falo como homem, por causa da fraqueza da vossa carne. Assim como oferecestes os vossos membros para a escravidão da impureza e da maldade para a maldade, assim oferecei, agora, os vossos membros para servirem à justiça para a santificação.

Veja, nossa vida era de escravidão, de impureza e de maldade. Fazíamos a vontade de satanás, éramos como os demais, filhos da ira. Mortos em pecados e delitos. O pecado nos escravizou. Quando chegamos à igreja, chegamos algemados. Mas a graça de Deus nos cortou, separou juntas e medulas.  Fomos cortados pela graça, não estamos mais algemados, estamos livres.  Nós conhecemos a verdade e a verdade nos libertou. Acabou a escravidão. E isto, amados, não é lá na Cristo Vive.

Isto é aqui na Bíblia Sagrada. A graça nos libertou da lei. Isto é obra de Cristo na nossa vida.

Aqui não há – aquele irmão santo que passa 15 dias sem comer… Ele não é um santo, ele é um homem esfomeado. Jesus já fez todo o sacrifício, ele pagou todo o preço. Ele diz – vinde a mim os que estais cansados e sobrecarregados e eu vos (pisarei mais ainda???…) aliviarei. O meu jugo é suave, o meu fardo é leve. Se é leve e suave, eu não posso receber um fardo pesado tão que ninguém conseguiu carregar.  Então há uma correlação entre pecado e lei.  Veja que versículo tremendo…

1Coríntios 15:56 O aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei.

Quem dá força ao pecado e faz a pessoa se sentir pecadora é a lei. São os ritos, cerimônias, jejuns, sacrifícios, vigílias, paga o preço que fazem a pessoa se sentir pecadora.

Em pleno século 21 há gente dentro das igrejas dizendo – eu sou um levita do Senhor.  Não existem levitas no Novo Pacto. A Bíblia diz que somos sacerdotes reais. Você tem um sacerdócio.

A lei deixava o eleito de Deus vulnerável, porque ele não se sentia livre.  Porque a lei dá força ao pecado. Quanto mais lei for pregada, mais o pecado aparece. Mas a Bíblia diz que o cristão morreu para o pecado. 

Romanos 6:2 De modo nenhum! Como viveremos ainda no pecado, nós os que para ele morremos?

Portanto, o pecado não tem mais domínio sobre nós. Não estamos debaixo da lei, estamos debaixo da graça. Então, o cristão morreu para o pecado e morreu para a lei. Diz em…

Romanos 7:4 Assim, meus irmãos, também vós morrestes relativamente à lei, por meio do corpo de Cristo,

Veja, morremos para o pecado e morremos para a lei. Está aqui na Bíblia.

Romanos 6:18 e, uma vez libertados do pecado, fostes feitos servos da justiça. 

Romanos 7:6 Agora, porém, libertados da lei, estamos mortos para aquilo a que estávamos sujeitos, de modo que servimos em novidade de espírito e não na caducidade da letra.

Veja, tudo está aqui na Bíblia e parece que ninguém lê estas questões. Isto é uma revelação. Paulo deixou 14 epistolas e ele chamou de evangelho da incircuncisão. E diz que Pedro recebeu o evangelho da circuncisão. Então a Bíblia diz que morremos para o pecado e morremos para a lei. Fomos libertos do pecado e libertos da lei.

Romanos 6:4 Fomos, pois, sepultados com ele na morte pelo batismo; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos nós em novidade de vida.

Onde há novidade de vida você não houve – satanás vai te pegar. Olha o diabo, cuidado. Olha o olho grande, a pomba gira. Deus apagou o teu nome no livro da vida. Amados, isso é afronta ao próprio Deus, ao Espírito Santo.  Veja a luta de um ministério que tem de lutar contra tudo e contra todos que só conhecem o cego de Jericó, a senhora da hemorragia, a pesca milagrosa, e viram Jesus andando sobre as águas. Mas ninguém mergulhou na mensagem para a igreja gentílica, as 14 epístolas de Paulo. Não somos judeus, não temos sangue israelita, somos de origem gentílica. 

Romanos 7:6 Agora, porém, libertados da lei, estamos mortos para aquilo a que estávamos sujeitos, de modo que servimos em novidade de espírito e não na caducidade da letra.

Esta é a vida espiritual que temos de viver. Morremos para o pecado e morremos para a lei. Libertos do pecado e libertos da lei. Vivemos em novidade de vida e em novidade de espírito.

Romanos 6:10,11 Pois, quanto a ter morrido, de uma vez para sempre morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus.

Morremos para o pecado e vivemos para Deus. Você não pode ser escravo do pecado no Novo Pacto. Você não ouve eu dizer – Até aqui nos ajudou o Senhor. E daqui para a frente? Que igreja é esta? Que segurança teríamos? Seriamos iguais aos profanos que não tem segurança de nada.

Algumas semanas atrás alguém criou uma notícia de que tocou a trombeta em Jerusalém e apareceu o desenho de uma trombeta numa nuvem no céu. E os crentes da lei ficaram apavorados porque tocou a trombeta.  Amados, então todos os crentes ficaram e não houve arrebatamento. Jesus mentiu. Porque a Bíblia diz que quando tocar a trombeta, os mortos em Cristo ressuscitarão, nós seremos arrebatados ao encontro do Senhor nos ares, que virá numa nuvem de glória. Diz que dois estarão numa cama, um fica e outro vai. Dois no campo, um ficará e o outro subirá.

Mas onde está a igreja? Está toda aqui na terra. Então não foi a trombeta do Senhor do livro do Apocalipse. Foi uma montagem. E um pastor que vive em Jerusalém disse que não viu e não ouviu nada.

E teve uma senhora em Goiânia que viu águas avançando em Copacabana, Leblon, Ipanema e barra da tijuca, uma onda gigante.  E as pessoas caem nisso! Isso é a lei.

Quando perguntaram a Jesus quando ele voltaria, ele disse que não sabia. Mas tem sempre por aí uma irmã batata, um irmão poderoso que tem a data, o dia, e a hora. Eles sabem o que o próprio Jesus não sabe.  É triste ver as pessoas sendo manipuladas. Porque o cristianismo é algo lindo. É o caminho, a verdade, a vida. Por isso, precisamos ter olhos iluminados. 

Romanos 7:4 Assim, meus irmãos, também vós morrestes relativamente à lei, por meio do corpo de Cristo, para pertencerdes a outro, a saber, aquele que ressuscitou dentre os mortos, a fim de que frutifiquemos para Deus.

Amados, eu não pertenço ao Jesus da via crucis, que tinha 33 anos, e foi chicoteado, cuspido, esmurrado, e crucificado, porque ele estava ali no cumprimento da lei, estava substituindo a minha vida e a tua. Naquela cruz estava o próprio Deus, o Cordeiro perfeito. Ele derramou o seu sangue, e encravou na cruz o pecado, a maldição, o castigo que eram pra mim e pra você.  Para que nós mortos ao pecado vivamos para a justiça. E as suas ultimas palavras foram – Tudo está consumado.  TUDO!

Mas a igreja da lei diz que não é suficiente. Primeiro, você tem de passar pela escola bíblica para se preparar, depois passar pelas águas, depois ir para escola dentro da igreja, e depois vamos ver se você será salvo.  Então, se tem que se batizar, pra que serviu o sacrifício do Senhor?  A Bíblia diz que a água que lava é a palavra.  Eu fico com a palavra. Fique com a palavra.

Jesus nos libertou da morte, do pecado, do inferno, do diabo, da escravidão da lei – ele nos deu uma carta de alforria, assinada com seu próprio sangue.

Romanos 4:15 porque a lei suscita a ira; mas onde não há lei, também não há transgressão.

Os irmãos da lei ficam irados. Eles dizem que parece que estamos vivendo no mundo da lua. Porque somos sempre alegres, no meio dos problemas, não reclamamos, mas louvamos a Deus. Claro, nós vivemos a graça de Deus. Estamos livres do pecado, livres da ira.  E aqui não há lei, portanto, não há transgressão. Porque há ministérios que vivem do mal, vivem do pecado, vivem do diabo. Se você tirar o diabo de algumas igrejas, acaba a igreja.

Mas Jesus derrotou o diabo na cruz. E Judas 6 diz que Jesus tem os demônios presos em cadeias eternas para o juízo do grande Dia.

– Pastor, mas isso é totalmente diferente do que se prega por aí…  Verdade, porque a lei e a graça são como azeite e água, não se misturam. Onde não há lei não há transgressão.

Romanos 4:8 bem-aventurado o homem a quem o Senhor jamais imputará pecado.

Deus não olha pra mim e diz – pecador.  Um dia, lá em 1969, você saiu do seminário, você perdeu sua vocação, você pecou.  Não! Deus diz que não se lembra de meus pecados e dos teus pecados.

Miqueias diz que Deus pegou nossos pecados e lançou nas profundezas do mar. E diz que é proibido pescar. Mas as igrejas, todos os domingos, estão lá pescando pecados. Pecador, você quer aceitar Jesus?  E irmãos com 30 anos de igrejas vão à frente e dizem – Eu sou um pecador, eu quero aceitar Jesus. Isso só termina quando a revelação da graça vier a esse coração.

Então, para viver uma vida consistente e vitoriosa temos que viver um casamento com Cristo. Paulo explica a nossa vida com Cristo fazendo analogia de um casamento. Não tem nada a ver com casamento de homem e mulher.  É a vida da igreja com Cristo.

Romanos 7:2 Ora, a mulher casada está ligada pela lei ao marido, enquanto ele vive; mas, se o mesmo morrer, desobrigada ficará da lei conjugal.

Esta mulher é a igreja. E este marido é Jesus. Jesus morreu, o marido morreu e nos desobrigou de cumprir a lei de Moisés.  E agora vem um versículo que pouca gente conhece e ele é dramático.

Romanos 7:3 De sorte que será considerada adúltera se, vivendo ainda o marido, unir-se com outro homem; porém, se morrer o marido, estará livre da lei e não será adúltera se contrair novas núpcias.

O marido morreu, Cristo morreu, e agora a mulher, a igreja, pode contrair novas núpcias. E agora vamos ver as novas núpcias. E quem nos dá direito às novas núpcias.

Romanos 7:4 Assim, meus irmãos, também vós morrestes relativamente à lei, por meio do corpo de Cristo, para pertencerdes a outro, a saber, aquele que ressuscitou dentre os mortos, a fim de que frutifiquemos para Deus.

Aqui está uma das mais profundas revelações do novo pacto. Porque quando se lê estes 4 versículos, os pastores interpretam que se trata de marido e mulher, e a questão do adultério. Mas não é isso, aqui está falando da igreja. Porque está falando do ressuscitado.

Se a igreja vive com o marido vivo, o ressuscitado, mas quer se unir a outro, o Cristo de 33 anos nos dias da sua carne, esta igreja está em adultério espiritual.

E é com tristeza no coração que digo – não conheço muitos ministérios que não estejam em adultério. São ministérios que estão servindo à lei, estão servindo à graça e usam versiculos para procurar os pecadores – a alma que pecar morrerá.  E a maioria das pessoas se sente constrangida, porque o pastor ameaça – se você sair daqui sem Jesus, vai ter bala perdida, vai ser assaltado, vai ser sequestrado, vai ser atropelado. E a pessoa fica com medo.

Veja, se a vida com Jesus é uma vida com medo, pra que serve o cristianismo?

Então, se você está casado com o marido vivo, o Cristo ressuscitado, mas ainda está ligado ao Cristo que morreu, você não tem como frutificar para Deus. E é assim que a igreja vive – casada com o ressuscitado, mas sempre de paquera com o que morreu. Chorando – por que fizeram isso com Jesus? Eu é que tinha de morrer…

Sabe como a Bíblia chama esta relação? ADULTÉRIO.  Então, morremos para a lei para que, legalmente, pudéssemos viver com o Cristo ressuscitado. Somos livres das exigências da lei, não precisamos de jejuns, sacrifícios, obras, batismos, ou de qualquer maldição da lei. Acabou a maldição.

– Pastor, então como é que se vive neste Novo Pacto?  Você vai responder: – O justo viverá por fé.

Isto é o que agrada a Deus. Ou você pensa que Deus se agrada se você mostrar seu joelho sangrando? Sabe o que ele vai dizer? – Problema seu, não tenho nada a ver com isso! Mas se você disser: – Senhor, eu creio na tua palavra – Ele vai dizer: – Cumpra-se a minha palavra na tua vida.

Gálatas 3:10 Todos quantos, pois, são das obras da lei estão debaixo de maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas escritas no Livro da lei, para praticá-las.

Todos!  Todos os que ficam fazendo jejuns, vigílias, sacrifícios, pagando o preço, ralando o joelho, lambendo o pó do chão, estão debaixo de maldição.

Gálatas 3:13 Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio maldição em nosso lugar (porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro),

Jesus foi nosso substituto. Então eu não preciso de cerimônias, de rituais, de batismos, de comidas, de bebidas, de sábado, de pagar o preço, de jejuar, vigiliar, subir aos montes, porque eu morri para tudo isso, eu morri pra lei.

Romanos 8:1 Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus.

Agora que tenho Jesus. Quando você tem Jesus você está livre da condenação. 

Atos 15:10 Agora, pois, por que tentais a Deus, pondo sobre a cerviz dos discípulos um jugo que nem nossos pais puderam suportar, nem nós?

Quer dizer, quando o pastor põe um jugo insuportável sobre a igreja, isto é tentar a Deus.  Eu jamais faria algo que fosse jugo sobre as ovelhas do Senhor. Isto é tentar a Deus, é chamar a Deus de mentiroso.  Ficar falando que o diabo pode pegar, impor jugo de mentiras é algo terrível. E a Bíblia diz que maior é o que está em nós do que aquele que está neste mundo.

Romanos 3:19 Ora, sabemos que tudo o que a lei diz, aos que vivem na lei o diz para que se cale toda boca, e todo o mundo seja culpável perante Deus,

Quer dizer que o que a lei diz é para que todo mundo seja culpável diante de Deus. A lei provoca o sentimento de culpa nos crentes – você errou, você perdeu a salvação, Deus apagou o teu nome do livro da vida. A lei torna o ser humano culpável.

Gálatas 2:16 sabendo, contudo, que o homem não é justificado por obras da lei, e sim mediante a fé em Cristo Jesus, também temos crido em Cristo Jesus, para que fôssemos justificados pela fé em Cristo e não por obras da lei, pois, por obras da lei, ninguém será justificado.

Não há justificação por obras da lei. Não é por batismos, vigílias, jejuns, sacrifícios, subir aos montes, pagar o preço, que somos justificados perante Deus. Porque tudo isso é sombra dos bens vindouros. O homem não é justificado pelas obras da lei.

Gálatas 3:24 De maneira que a lei nos serviu de aio para nos conduzir a Cristo, a fim de que fôssemos justificados por fé.

A lei nos trouxe, Jesus veio e cumpriu a lei, morreu por nós e agora vivemos com Cristo. Não vivemos com Moisés. Mudou a lei, mudou o sacerdócio. Não é mais Moisés com a lei, é a graça com Jesus.

Hebreus 7:11 Se, portanto, a perfeição houvera sido mediante o sacerdócio levítico (pois nele baseado o povo recebeu a lei), que necessidade haveria ainda de que se levantasse outro sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque, e que não fosse contado segundo a ordem de Arão?

Hebreus 7:12  Pois, quando se muda o sacerdócio, necessariamente há também mudança de lei.

A lei é incapaz de salvar, porque se trata de algo fraco e inútil. Não tem poder de salvar, nem de aperfeiçoar nada.

Hebreus 7:18 Portanto, por um lado, se revoga a anterior ordenança, por causa de sua fraqueza e inutilidade

Uma coisa que foi revogada significa que não vale mais, não deve mais ser usada, não tem mais valor nem poder. Ou seja, Jesus veio revogar a lei, porque a lei não devia mais ser usada, por causa da sua fraqueza e inutilidade.  Quer dizer que qualquer coisa que eu faça na lei é fraca e inútil.

Hebreus 7:19 (pois a lei nunca aperfeiçoou coisa alguma), e, por outro lado, se introduz esperança superior, pela qual nos chegamos a Deus.

Esperança superior é a graça de Deus. Quer dizer que não é lamber o pó do chão, passar uma noite sem dormir, 3 dias no monte, isso não frutifica pra Deus. Isso não me faz chegar à intimidade de Deus, porque isso é fraco e inútil.  Por favor, amado, lute comigo, temos que falar isso ao mundo.

A lei nunca aperfeiçoou coisa alguma, foi revogada, não serve pra nada. Eu não tenho parte com Moisés. Eu tenho parte com Jesus. Tudo da lei é apenas uma sombra dos bens vindouros. E diz que se introduz uma esperança superior, a graça de Deus, que é um pacto de melhores e superiores promessas. É com a graça que nos chegamos a Deus.

Se eu bater a minha cabeça na parede, ou no chão, se eu machucar meus joelhos até sangrar, Deus não fará nada.  Mas se eu usar a fé, se eu tiver esta certeza e esta convicção, se eu me sentir, não em adultério espiritual, mas num casamento perfeito com Deus, aí vou frutificar, vou ter intimidade com Deus. E vou poder dizer – Aba, Pai.  Feche por um momento seus olhos e diga – Aba, Pai. Aba, no original hebraico quer dizer, Querido.  Querido Pai. Paizinho.  Eu te amo, Senhor.

Assim Seja, porque assim disse o Senhor.

Um Presente Para Você

2 Comentários

  1. IonaraBraga

    Então porque os profetas jejuaram e oravam de joelhos depois de jesus . Não está certo alguma coisa sim concordo que não podemos esta debaixo da lei somos livres .mas e as obras da carne que é pecado que tem muitos dentro das igrejas se prostituindo,adulterando,furtano ,ganancia,arrogância,porfias,contendas … O que é isso dentro das igrejas pastor isso é o que não esta no pecado a bíblia fala que esta vivendo pecando explica pastor…

    • Graça e paz, Ionara.

      Claro que quem não segue a palavra e deixa sua carne comandar sua vida vai viver pecando. Mas os que foram lavados no sangue precioso de Jesus, os que tem temor de Deus no coração não vão viver na prática do pecado. Prática do pecado é quando a pessoa pratica, ou seja, hoje, amanhã, depois, ela continua praticando os mesmos pecados, sem temor de Deus, sem colocar sua carne sob o comando do Espírito. O cristão até cai em pecado, mas se levanta e não fica na prática constante.

      Creio que esta passagem de 1 João 3:8-9 pode trazer luz ao seu questionamento:

      8 Aquele que pratica o pecado procede do diabo, porque o diabo vive pecando desde o princípio. Para isto se manifestou o Filho de Deus: para destruir as obras do diabo.
      9 Todo aquele que é nascido de Deus não vive na prática de pecado; pois o que permanece nele é a divina semente; ora, esse não pode viver pecando, porque é nascido de Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *