O ÚNICO EVANGELHO VERDADEIRO

Paulo escreve às igrejas da Galácia esta carta forte, sem elogios, sem louvor, sem oração, mas com autoridade apostólica, defendendo o único Evangelho verdadeiro, a Graça de Deus.

Gálatas 2:1 Catorze anos depois, subi outra vez a Jerusalém com Barnabé, levando também a Tito.

Gálatas 2:2 Subi em obediência a uma revelação; e lhes expus o evangelho que prego entre os gentios, mas em particular aos que pareciam de maior influência, para, de algum modo, não correr ou ter corrido em vão.

Gálatas 2:3 Contudo, nem mesmo Tito, que estava comigo, sendo grego, foi constrangido a circuncidar-se.

Gálatas 2:4 E isto por causa dos falsos irmãos que se entremeteram com o fim de espreitar a nossa liberdade que temos em Cristo Jesus e reduzir-nos à escravidão;

Gálatas 2:5 aos quais nem ainda por uma hora nos submetemos, para que a verdade do evangelho permanecesse entre vós.

Eleitos de Deus, predestinados em amor, santos e santas de Deus, os que foram chamados com uma santa vocação, pedras que vivem, os que são selo do meu pastorado, são cartas escritas pelo Deus Vivente, meus irmãos amados.

O que envenena a vida cristã é a insidiosa atividade dos falsos mestres dentro da igreja. Esse era o problema que Paulo estava enfrentando quando escreveu esta carta às igrejas da Galácia.  Este é um ciclo de estudos profundos sobre o Evangelho da Graça. Então, esses falsos mestres estavam perturbando a igreja, e pervertendo o verdadeiro evangelho. O objetivo deles era desacreditar a Verdade de Deus. Esta atividade dos falsos mestres está em ação desde o tempo de Jesus. Lembra com Ele alertava seus discípulos dizendo – tem pessoas que, por fora, tem pele de ovelha, mas por dentro são lobos roubadores.

Então, o que eles faziam dentro da igreja era, a todo custo, desacreditar a verdade pregada por Paulo. Segundo, queriam criar uma instabilidade na autoridade dada por Deus ao Apóstolo Paulo. Eles desafiavam a autoridade de Paulo, fazendo as pessoas não acreditarem na graça. Porque a igreja da Galácia era fruto da pregação da Graça de Deus por Paulo. Olha, com todo respeito, mas esta é a prática da igreja cristã atual. Eu não estou aqui para agradar a homens, mas para abrir os olhos e tirar os véus e escamas com o conhecimento da verdade.  Então, por que Paulo precisava reagir tão contundentemente?

Gálatas 1:11,12 Faço-vos, porém, saber, irmãos, que o evangelho por mim anunciado não é segundo o homem, 12 ​porque eu não o recebi, nem o aprendi de homem algum, mas mediante revelação de Jesus Cristo.

Quer dizer que existe um tipo de mensagem que é segundo o homem – sacrifica, jejua, paga o preço, sobe o monte, olha o diabo, você vai perder a salvação, queima o pedido de oração, vamos nos batizar no Jordão.  Então Paulo diz – o que eu prego não é segundo o homem. Eu não fiz um seminário, não fui a um workshop, meu apostolado não é humano.  Eu recebi uma revelação de Jesus Cristo.

E eu fico imaginando a reação de Pedro – Olha, Paulinho, eu andei sobre as águas. Você não sabe que a minha sombra curava?  Você não sabe que eu andei anos e anos com o Cristo?  Você nem andou com Jesus, e vem dizer que recebeu uma revelação de Jesus Cristo?  Essa era a guerra dentro da igreja. Exatamente o que aconteceu de 1989 pra cá, quando nosso Apóstolo recebeu a revelação da graça e foi confrontado e combatido ferozmente nas rádios, na televisão e nas igrejas. Ele mostrava a Bíblia e diziam que era falso profeta. Eles não usavam a Bíblia e achavam que estavam certos.

Paulo disse – o que eu prego é uma revelação de um mistério que estava oculto. É uma mensagem graciosa. Se é uma revelação de Jesus, queiram ou não queriam, é o único evangelho. Eu não recebi esta revelação de homem algum. Eu não prego o que a lei está pregando. Eu recebi diretamente de Jesus, não tem intermediação de homem. Fora da graça, está fora de Deus.

E você sabe que a origem da reforma protestante, com o padre agostiniano que se converteu, Martinho Lutero, depois Calvino, John Knox e os demais, todos estão baseados nas epístolas de Paulo. Só que, através do tempo, os lobos começaram a pregar outro evangelho que, Paulo disse, não há outro, mas é algo que quer perverter o evangelho verdadeiro. Então, vamos gravar isso no coração – o único e verdadeiro evangelho é a Graça de Deus, revelada pelo próprio Jesus a Paulo, e está registrado nas 14 epístolas. Aqui está o verdadeiro evangelho.

Gálatas 2:1 Catorze anos depois, subi outra vez a Jerusalém com Barnabé, levando também a Tito.

Gálatas 2:2 Subi em obediência a uma revelação; e lhes expus o evangelho que prego entre os gentios, mas em particular aos que pareciam de maior influência, para, de algum modo, não correr ou ter corrido em vão.

Então esse evangelho da Graça de Deus não tem nada a ver com judaísmo, com Moisés, é uma palavra específica para nós, que não temos sangue judeu nas veias, e éramos chamados de gentios, e hoje somos chamados de cristãos. Veja que Paulo foi pela segunda vez a Jerusalém e foi em obediência a uma revelação. E o que é uma revelação?  É algo que estava oculto, estava nos desígnios de Deus desde antes da fundação do mundo, mas que Deus não revelou aos discípulos dos dias da carne de Jesus. Deus revelou especificamente a Paulo.

E esse é o drama, porque a igreja tradicional vive de Mateus, Marcos, Lucas e João, vive dos profetas e não conhece, não avança, não consegue entender, porque a Graça de Deus se entende por revelação.  Ou seja, é revelado algo que estava oculto. Então, Paulo foi a Jerusalém a mando de Deus. E lhes expus o evangelho que prego entre os gentios – o que eu prego, não recebi de homem algum, recebi por revelação, e estou aqui em obediência para mostrar à igreja que, fora da Graça de Deus, tudo é obscuro, é legalista, é distorcido – salvação se perde, o diabo é poderoso, tem que fazer obras e mais obras da carne…

O sangue de Jesus tem poder, mas se a pessoa pecar, esse poder vira nada. Jesus disse – das minhas mãos ninguém arrebata – mas tem uma pomba-gira aí que é mais forte e arrebatou aquela irmã… São distorções legalistas. Eu duvido, mas com toda força do entendimento, que um salvo, resgatado do império das trevas e transportado para o reino, queira ir pra macumba, ou para os ídolos católicos. Duvido!  Quem retrocede não é salvo. Por isso a Bíblia diz – nós não somos dos que retrocedem.

Amados, esta viagem de Paulo, 14 anos depois, levando Tito que era um gentio, foi uma viagem muito tensa. Porque era uma viagem crucial para a igreja de Jesus. Paulo queria mostrar a liberdade com que Cristo nos libertou. Ele estava dizendo à igreja – se você sair da Graça de Deus, você será uma igreja condenada a servidão e a esterilidade. Quem não conhece a Graça de Deus vive uma escravidão, é estéril, não dá frutos, não é alegre, não é feliz, não avança, a igreja se torna um fardo.

Porque a lei, com suas tradições, obras, sacrifícios, gera escravidão e esterilidade. Olha, este joelho aqui, está ralado de tanto orar.  Eu subo ao monte, queimo os pedidos de oração e jogo as cinzas diante de Deus, e digo – Olha aí, Deus, vai atender?   E Deus fica lá no trono, roendo unhas, nervoso – meu Deus, eu escolhi esse povo e agora estão contra mim, o que é isso?  Anjo, dá uma cajadada nesse povo de uma vez.

Amados, as tradições, as obras, os batismos, os jejuns, os sacrifícios, anulam o sacrifício de Cristo. Porque o homem quer glória, quer o nariz em pé, quer viver no pedestal. Mas, para Deus, não há nariz em pé nem pedestal.  O único que é digno de receber a honra, o poder, a glória e o louvor é Ele.

Gálatas 2:3 Contudo, nem mesmo Tito, que estava comigo, sendo grego, foi constrangido a circuncidar-se.

Paulo entrou no quartel general da lei em Jerusalém. Já entrei em alguns lugares em que não se respira paz, alegria, satisfação de servir a Deus, mas falta de paz, glória a homens (olha, o homem chegou, ele estava na presença de Deus, por favor não toquem nele por causa da unção…) – quartel general da lei. Onde o pastor impõe arrepios de medo no povo, e o povo se sente caindo no inferno se não jejuar, se não sacrificar, se não isso, se não aquilo… 

Mas o que é homem?  Ai daquele que se põe num púlpito, se achando o rei da cocada preta, o último biscoito do pacote.  Vou lhe dizer, você está num lugar, onde aqui só Deus é Senhor.  Então, Paulo entrou naquele quartel general e era preciso estabelecer a verdade. Veja que Tito era grego e foi constrangido a circuncidar-se. E quem é que exigiu que Tito se circuncidasse?

Gálatas 2:4 E isto por causa dos falsos irmãos que se entremeteram com o fim de espreitar a nossa liberdade que temos em Cristo Jesus e reduzir-nos à escravidão;

Quer dizer, amados, que existem cristãos falsos. E não sou eu que estou inventando isso, está aqui na Bíblia. Diz que falsos irmãos obrigaram Tito, que era grego, não era judeu, a fazer circuncisão do prepúcio. Tito, não aceite o que Paulo diz, jejua, senão o capeta vai te pegar, Deus vai tirar o teu nome do Livro da Vida, você vai perder a salvação. Cuidado, Paulo é falso profeta. Ele consentiu na morte de Estevão e agora vem dizer que recebeu uma revelação. 

Isso é tudo o que o diabo quer, que você não acredite no que eu lhe ensino aqui. O que o maligno quer é que você não aceite a Graça de Deus na sua vida. E veja o que estes falsos irmãos fizeram?  Por isso é que esta carta de Paulo era tão urgente.  Porque a pureza do evangelho da Graça de Deus estava sendo conspurcada, emporcalhada pela mixórdia, pela mistureba, pela gororoba do legalismo mosaico.

Porque um dia – estou salvo. Outro dia, briguei com a sogra – perdi a salvação. Pedi perdão pra sogra – estou salvo novamente. E a pessoa vira um ioiô nas mãos dos líderes, isto é fazer mercado com a fé das pessoas. A pessoa vai pra igreja com medo do cajado do pastor – hoje, irmãos, estou aqui para dar umas cajadadas, infelizmente…. Mas o pastor é para dar cajadada, ou é para ensinar, para animar, para dar direção, para encorajar, para apascentar as ovelhas de Jesus?

Amado, você vem pra igreja para ser apascentado, para ser cuidado. Então, qual o objetivo do legalista? É se entremeter, ver que temos liberdade em Cristo, que só a graça dá, e reduzir-nos à escravidão que é própria da lei.  A lei escraviza, a graça liberta. Então, eram falsos irmãos que se entremeteram, para espreitar…  quer dizer, a igreja tinha espiões. Espiões judaizantes, intrusos, penetras no meio do apostolado de Paulo.

Não aceitamos que essa gente diga que é salvo, que é predestinado, que é pedra viva, que é abençoado, só ficam dizendo – graça e paz – vamos reduzir esse pessoal à escravidão. Vamos começar a dizer que a predestinação não é essa que o Miguel Ângelo prega e esse bispo Luiz prega aqui na cidade, a predestinação é outra, é a que nós pregamos. Salvação não é eterna, porque você pode perder. Amados, nem Miguel Ângelo, nem bispo Luiz são alguma coisa, o que é tudo é Jesus. O que eu sou é alguém temente a Deus, fiel com a palavra. Aqui as pessoas recebem a palavra e são libertas. 

Estão querendo inverter os papeis.  Deus nos chamou para a liberdade, e a maioria das igrejas escraviza as pessoas.  Como faz a igreja romana, que escraviza e põe uma venda nos olhos dos católicos para não verem a verdade, e acreditarem nas mentiras das imagens, dos santos intercessores, de Maria mãe dos céus e mãe da igreja, que ela não é.  Deus não instituiu nenhuma mãe para a igreja. Ele é o único Senhor e o único dono da sua igreja. Ninguém mais!

Atos 15:1 Alguns indivíduos que desceram da Judéia ensinavam aos irmãos: Se não vos circuncidardes segundo o costume de Moisés, não podeis ser salvos.

Se você não se circuncidar, se você não jejuar, se você não se sacrificar, se você não subir ao monte, você não pode ser salvo, você vai pro inferno. Estavam dizendo – Jesus, você é um grande mentiroso. O teu sangue não tem poder pra salvar.

Atos 15:5 Insurgiram-se, entretanto, alguns da seita dos fariseus que haviam crido, dizendo: É necessário circuncidá-los e determinar-lhes que observem a lei de Moisés.

Eram crentes da lei, eram falsos irmãos. Tem que obedecer a lei de Moisés, senão não há salvação. E eu pergunto – então pra que Cristo derramou seu sangue?  Por que o sacrifício de Jesus na cruz? Veja, os gentios eram livres, mas, por causa de falsos irmãos, estavam sendo reduzidos à escravidão. Ouça, meu irmão, segundo ponto que você precisa guardar no seu coração – o cristão foi libertado da lei, porque Jesus o reconciliou com ele mesmo, salvou pela graça, pela sua morte e ressurreição, se tudo isso é aceito por fé.

Introduzir na igreja de Jesus regras, tradições, lei de Moisés, costumes judaicos, é retroceder para a escravidão. Jesus é suficiente, não é necessário mais nada. Se os teus marcadores estão bons, não adianta ficar tomando vitamina D no sábado com sol. Se os marcadores estão bons, você não precisa de suplemento.

Então, a igreja diz – Jesus é meu único e suficiente salvador, não há outro – e depois diz – mas atenção, se cuida porque você tem um encosto que vai te levar pro inferno.  Sente aí no braço esquerdo o encosto, sentiu?  …. então, o sangue de Jesus não fez nada por você. Porque diz que somos propriedade exclusiva de Deus. Se eu sou propriedade exclusiva de Deus, como é que posso ter um encosto do inferno na minha vida?  Jesus é suficiente e nada mais é necessário para ser salvo.

Efésios 2:8-9 Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; 9 ​não de obras, para que ninguém se glorie.

Efésios 2:10 ​Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas.

Deus de antemão preparou – as coisas não começaram agora na sua vida.  Isto é muito antigo. Isto começou lá na eternidade.  Não precisa de sacrifícios, nem de jejum, nem de pagar o preço, nem de abluções, nem de batismos. A obra de Jesus foi completa, o sangue dele é poderoso. Aí vem um homem que se diz sábio e diz – temos de usar uma mantinha nas costas, temos que usar um quipá, temos que usar uma estrela de Davi no peito.  Isto se chama falsidade.

Gálatas 2:5 aos quais nem ainda por uma hora nos submetemos, para que a verdade do evangelho permanecesse entre vós.

Paulo disse – eu não me assento com quem não tem Jesus ressuscitado como Senhor. Não me submeto, porque o evangelho tem uma verdade que é a verdade da Graça de Deus. E você nunca viu Jesus dizer – eu vou te salvar, mas você tem de pagar o preço, você tem de sacrificar, tem de fazer obras, tem de subir aos montes, tem de jejuar, tem de seguir Moisés, tem que lutar com o diabo e cuidado com o encosto.  Algum dia Jesus falou isso?  Não! 

Então Paulo disse – para que a verdade do evangelho – significa que a verdade do evangelho estava em jogo. E ele disse – a qualquer custo eu vou manter essa verdade. Nem por uma hora eu vou ceder. Porque Pedro deve ter chamado Paulo num canto e dito – Paulo, você não pode chegar aqui e querer mudar tudo. Afinal, você não andou com Jesus como nós andamos. Olha, um pouquinho de Moisés junto com um pouquinho de Jesus.  Bota um pouquinho de feitiçaria, de encantamento, tem que misturar as coisas, um pouquinho de fake News, porque o povo não conhece a verdade.

E quando eu não sei para onde eu vou, qualquer caminho serve. Quando o povo não conhece a verdade, qualquer palavra é boa. Paulo resistiu – nem por uma hora.  Porque a lei é uma grande feitiçaria para a igreja gentílica. É um encantamento, um fake News e era necessário preservar a verdade.

Então, Paulo não se submeteu aos legalistas nem por uma hora, para que a verdade do evangelho permanecesse na igreja gentílica. E este é o nosso desafio.  Só Jesus, amado, pode pagar a dívida.  Na cruz ele quitou toda dívida que havia contra você e contra mim. Quando você tira a certidão, diz -NEGATIVA! Porque Jesus quitou a dívida.

Então, quando você vê a profundidade das cartas de Paulo, aos romanos, aos coríntios, aos gálatas, aos efésios, aos filipenses, colossenses, tessalonicenses, Timóteo,Tito, Filemon, Hebreus, não pode vir de uma mente humana. Por isso ele disse – o evangelho que prego não recebi de homem algum, foi revelação direta de Deus.

Gálatas 2:6 E, quanto àqueles que pareciam ser de maior influência (quais tenham sido, outrora, não me interessa; Deus não aceita a aparência do homem), esses, digo, que me pareciam ser alguma coisa nada me acrescentaram;

Sabe de quem Paulo estava falando?  Pedro, Tiago, João, Lucas, Mateus, Marcos… E Deus não anda atrás de aparência de ninguém. Você pode pintar o cabelo, as unhas, se maquiar, mudar o penteado, Deus não olha para isso, Deus não aceita isso. Por isso, Paulo diz – aqueles que pareciam ser de maior influência, me pareciam ser alguma coisa, eram os maiorais da lei, nada me acrescentaram. 

– Bispo, mas isso é um perigo, acho melhor riscar esse versículo… Amado, essa é a verdade, a lei não acrescenta nada a sua vida. Mas, em cada culto que você participa aqui, sempre alguma coisa é acrescentada na sua vida. Você não pode entrar aqui e sair, e não receber nenhuma novidade, nenhum acréscimo ao seu conhecimento.

– O que o bispo falou?  É… lembro que falou de um livro preto… e falou, sabe… pá daqui e pá dali, é isso que eu entendo, ele falou dum negócio aí…  Amado, a cada culto aqui você tem que ter algo acrescentado à sua vida. Porque Paulo diz – pareciam ser de maior influência, pareciam ser alguma coisa, parecia ser um pastor que pregava bem, parecia ser um missionário de peso, parecia…. mas nada me acrescentaram.

Gálatas 2:9 e, quando conheceram a graça que me foi dada, Tiago, Cefas e João, que eram reputados colunas, me estenderam, a mim e a Barnabé, a destra de comunhão, a fim de que nós fôssemos para os gentios, e eles, para a circuncisão;

Está vendo a diferença?  Pedro e os demais para a circuncisão, Paulo para os gentios.  Amados, está aqui na Bíblia. Só não vê quem não quer ver, ou quem não tem olhos iluminados.  E vou falar aqui com toda segurança, a grande maioria de líderes e de pastores evangélicos não vê isso, porque não tem olhos iluminados.

Gálatas 2:2 Subi em obediência a uma revelação; e lhes expus o evangelho que prego entre os gentios, mas em particular aos que pareciam de maior influência, para, de algum modo, não correr ou ter corrido em vão.

Paulo foi em obediência a uma revelação. Ele disse – vou explicar o que é que eu prego entre os gentios, o que é graça e o que é lei. O que circuncisão e o que é incircuncisão.  Porque eles não sabiam, só sabiam do tempo de Jesus nos dias da sua carne. Por isso, não temos que seguir todos os apóstolos, mas somente o apóstolo Paulo, porque foi ele que recebeu a revelação do evangelho para a igreja gentílica que somos nós.

Porque Pedro disse na sua segunda epistola – o que Paulo ensina, às vezes, é difícil de entender, mas é sabedoria de Deus. Então a graça é o único evangelho que é libertador, porque ele quebra as correntes da ignorância.  Porque é a ignorância que deixa o povo de Deus preso – tem que fazer 13 sextas-feiras, à meia noite, senão o demônio te pega. A pessoa fica com medo e vai fazer 13 sextas-feiras. Olha, isso está espalhado no mundo inteiro, não é só aqui, ou só ali.

Mas o povo de Deus quer a verdade. Já basta o sacrifício da nossa nação, com corrupção, engano e mentira. O povo quer a verdade, doa a quem doer, custe o que custar, porque a verdade é libertadora. E a verdade só existe no evangelho da Graça de Deus. Então, os que eram reputados colunas só conheciam Jesus nos dias da sua carne.

Gálatas 2:6 E, quanto àqueles que pareciam ser de maior influência (quais tenham sido, outrora, não me interessa; Deus não aceita a aparência do homem), esses, digo, que me pareciam ser alguma coisa nada me acrescentaram;

Nosso apóstolo diz que foi a inúmeros congressos e nada lhe acrescentaram. Anunciaram um grande congresso em Orlando e os líderes tem que ir, é importante, e ele foi. 15 minutos depois ele disse – Senhor, o que eu estou fazendo aqui?  Gastei passagem de avião, hotel, disseram que era a fina flor do abacateiro… Nós fomos predestinados, mas atenção… e quando alguém diz – “mas”, estragou tudo.  Porque a vida da fé não tem “mas”, tem o que a Bíblia diz. E se a Bíblia diz eu creio. Ponto!

Amados, Deus olha o coração, Deus olha o caráter.  Agora veja o resultado do encontro.

Gálatas 2:9 e, quando conheceram a graça que me foi dada, Tiago, Cefas e João, que eram reputados colunas, me estenderam, a mim e a Barnabé, a destra de comunhão, a fim de que nós fôssemos para os gentios, e eles, para a circuncisão;

Gálatas 2:10 recomendando-nos somente que nos lembrássemos dos pobres, o que também me esforcei por fazer.

Então, Paulo expõe o evangelho da Graça de Deus aos apóstolos de Jerusalém, o quartel general da lei. Ele diz – nada me acrescentaram.  Nada é nada, amados. A lei não acrescenta nada a sua vida. Diz que eles estenderam a destra da comunhão. E disseram – vocês vão para os gentios e nós vamos para os judeus. Isto é a definição deste ministério – pregar a Graça de Deus aos gentios. E não misturar. Se você mistura Graça de Deus com lei dá desgraça. Por isso, há diferentes esferas de pregação entre Paulo e Pedro. Paulo, a graça. Pedro, a lei.

Gálatas 2:7 antes, pelo contrário, quando viram que o evangelho da incircuncisão me fora confiado, como a Pedro o da circuncisão

Veja, está claro aqui – existe uma mensagem, o evangelho da incircuncisão, a Graça de Deus, para os gentios. E Pedro, a lei, para os da circuncisão. Pedro e Paulo não se misturam.  Então, a verdade do evangelho é única e imutável. Só existe um evangelho.

Gálatas 1:6 Admira-me que estejais passando tão depressa daquele que vos chamou na graça de Cristo para outro evangelho,

Amados, grande parte da igreja protestante atual, e a católica inclusive, vive outro evangelho que não é a graça.

Gálatas 1:7 ​o qual não é outro, senão que há alguns que vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo.

Gálatas 1:8 ​Mas, ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho que vá além do que vos temos pregado, seja anátema.

É que fora desta mensagem não há bênção, há maldição.  – Bispo, mas o senhor vem agora com essa coisa nova.  Amado, não é nova, a Bíblia é a mesma desde que a Bíblia é Bíblia. E Paulo escreveu esta carta há 2000 anos atrás. Então não é tão nova assim. E esta mensagem aqui no Brasil começou a ser pregada em 1989.

Ainda que nós… Paulo se coloca junto com quem perturba e quer perverter e diz – Olha, se eu mesmo, ou um anjo vier do céu e pregar um evangelho que não é o que tenho pregado, que seja anátema, seja maldito.  Amados, isso que pregam nas igrejas por aí, jejuar, se batizar, se sacrificar, pagar o preço, subir aos montes, vigiliar, isso tudo é um anátema, uma maldição.

Por isso, você não pode ter o coração um pouco na graça e um pouco na lei. Você não pode gostar da Cristo Vive e também da outra, ou daquela, você sabe qual é…  você tem que gostar só daqui. Ou você é da circuncisão, ou é da incircuncisão.  Mas você é gentio, você não é judeu, então o teu chamado é para viver na Graça de Deus.

1Coríntios 15:1 ​Irmãos, venho lembrar-vos o evangelho que vos anunciei, o qual recebestes e no qual ainda perseverais;

1Coríntios 15:2 ​por ele também sois salvos, se retiverdes a palavra tal como vo-la preguei, a menos que tenhais crido em vão.

Paulo está lembrando os coríntios, você é salva, igreja, porque eu preguei a graça para vocês.  Agora retenha a palavra como eu preguei, não misture um pouco de paganismo com um pouco de cristianismo, um pouco de fé e um pouco de óleo. Não pode!  Se você retiver a palavra como eu preguei, você é salvo, senão, você creu em vão.

Amados, por isso é muito triste você passar 10, 20 anos num lugar, para chegar à conclusão que você creu em vão.  Paulo diz – se você não retiver a palavra que eu te preguei, e que gera a salvação, você creu em vão.  Por isso, milhões de pessoas no Brasil e no mundo creram em vão.

Então, há um evangelho que precisa ser mantido. E tudo o que contradiz a graça afasta as pessoas de Deus e coloca as pessoas focadas no homem. É batismo, óleo, sal, sacrifício, paga o preço, faz uma vigília, luta com o diabo… Tira a glória de Deus e bota no joelho, bota no jejum de 13 dias.  Olha, tirar a glória que pertence a Deus e colocar no homem, ou em obras humanas, é falta de temor de Deus.

– Deus, ou tu fazes o que estou pedindo, ou eu rasgo a Bíblia…  E Deus fica muito preocupado se você rasgar a Bíblia.  Ele diz – a Sociedade Bíblica vai ter muito trabalho, porque os crentes rasgam a Bíblia e depois vão comprar outra.

– Ou Deus faz ou eu queimo a Bíblia… Deus não muda e nem a Bíblia muda.  Pode queimar, pode rasgar, pode jogar no lixo (espero que você não faça nada disso), mas a palavra continua a mesma. Por isso, nós não arredamos pé desta verdade.  Estamos no ano da proclamação da soberania de Deus. Não vamos ceder. A fé não cede.  Ela pode sofrer, pode esperar, pode suportar, mas ela não cede.

2Coríntios 13:8 Porque nada podemos contra a verdade, senão em favor da própria verdade.

Contra fatos não há argumentos, não se pode negar esta verdade que pregamos aqui.  Graça é a verdade que liberta do pecado, da morte, do remorso, do passado errado, da autopunição, das cargas de vigílias, das abluções, dos batismos, dos jejuns, dos sacrifícios inócuos, dos montes. Paulo disse – eles tem zelo, mas não tem entendimento. Na lei ninguém desfruta da bênção da herança. Porque está lutando contra a verdade.

Só há um Único Evangelho e uma Única Verdade, A Graça de Deus, revelada no sacrifício de Cristo. Ele foi o nosso substituto e consumou a nossa Salvação. Por isso, o justo vive por fé. E onde há fé, não há peso, não há carga, não há canga, mas há paz. Para mim, Cristo não morreu em vão.  Aleluia!

E Ao Seu Nome Toda Glória!    Assim Seja, porque assim disse o Senhor.

Um Presente Para Você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *